Dispositivos móveis

Oito dicas de segurança cibernética para quem viaja a negócios


Escrito por um funcionário da Symantec

 

Se você é um viajante regular de negócios ou alguém que está sempre em busca de uma aventura high-tech, viajar, principalmente para o exterior, oferece ameaças únicas à segurança cibernética. Os viajantes de negócios estão especialmente vulneráveis, pois geralmente transportam dados confidenciais, pessoais e comerciais, em uma variedade de dispositivos, incluindo smartphones, notebooks e tablets.

Não cancele ainda seus planos de viagem. Aqui estão oito dicas de segurança cibernética para viajantes de negócios que também são ótimas para qualquer pessoa que planeja uma viagem para o exterior:

1. Bloqueie os dispositivos

A maioria dos smartphones, notebooks e tablets vem com configurações de segurança que permitirão bloquear o dispositivo usando um número PIN ou desbloqueio por impressão digital. Faça isso em todos os dispositivos disponíveis. Ao viajar, altere os números de PIN que usa regularmente.

No caso de qualquer um de seus dispositivos ter sido momentaneamente esquecido, essa será a primeira linha de defesa contra uma quebra de segurança.

2. Tenha cuidado em Wi-Fi público

As leis e regulamentações que regem a segurança cibernética em outros países não vão ser, normalmente, as mesmas que as leis nos EUA. Acesso a Wi-Fi gratuito pode ser muito atraente para as empresas ou viajantes a lazer, mas também é particularmente vulnerável a problemas de segurança. Evite redes Wi-Fi criptografadas. Pergunte ao hotel sobre o protocolo de segurança, antes de se conectar à Web. Tenha cuidado extra ao usar cafés com Internet e hotspots Wi-Fi gratuitos. Se precisar usá-los, evite acessar contas pessoais ou dados confidenciais ao se conectar à essa rede.

3. Desative a conexão automática

A maioria dos telefones tem uma configuração que permite a um dispositivo se conectar automaticamente a redes Wi-Fi ao passar por elas nas atividades diárias. Embora esse recurso seja muito bom quando usado em casa, não é algo que deve ser permitido ao viajar para o exterior. Antes de viajar, mude essas configurações para que o smartphone e o notebook precisem ser conectados manualmente toda vez que você quiser acessar a Internet.

4. Minimize o compartilhamento da localização

É muito comum aos viajantes atualizarem os sites de redes sociais conforme se movimentam por novos lugares. O problemas com esse tipo de compartilhamento excessivo é que ele cria uma ameaça à segurança em casa. Ao sinalizar sua localização para todos, você facilita para um criminoso determinar que você não está no quarto do hotel ou em casa, deixando seus pertences pessoais nessas áreas vulneráveis a uma intrusão física. Limite as informações que publica online sobre sua localização específica para limitar essas ameaças à sua propriedade pessoal.

5. Instale proteção antivírus

Essa é uma das formas mais fáceis e mais eficazes de manter suas informações pessoais, além de informações da empresa, protegidas, ao viajar. Além de usar uma marca confiável de segurança, certifique-se de atualizar regularmente esse software, à medida que novas versões se tornarem disponíveis.

6. Atualize os sistemas operacionais

Como com o software antivírus, você deverá manter o sistema operacional o mais atual possível. Isso também deve ser feito para aplicativos do telefone. Tenha cuidado especial para atualizar aplicativos que você usa regularmente para realizar negócios financeiros ou pessoais.

7. Atualize senhas

Se planejar viajar, altere todas as senhas que usa regularmente. De forma semelhante, se precisar criar um PIN para um cofre em um quarto de hotel, certifique-se de que esse PIN seja único e não algo que você usa normalmente. Não economize nos critérios de segurança de senha também. Uma sequência numérica não é ideal. Leve tempo, criando algo que manterá um criminoso fora da sua propriedade pessoal. Depois que voltar para casa, poderá retornar todas as senhas para o que eram antes.

8. Desative a conectividade Bluetooth

Da mesma forma que com a conectividade Wi-Fi automática do telefone, a conectividade Bluetooth pode apresentar problemas. Os sinais do Bluetooth podem vir de qualquer lugar. Se o Bluetooth ficar ligado, criminosos da vizinhança podem se conectar ao telefone e possivelmente hackear o dispositivo. Mantenha o Bluetooth desativado o máximo que puder ao viajar para o exterior.

Além de implementar essas oito dicas de segurança cibernética para os viajantes, também será necessário verificar as leis e regulamentações que regem a segurança cibernética emcada país que você planejar visitar. Ao permanecer vigilante durante as viagens de negócios, você pode reduzir enormemente seu risco de sofrer uma ameaça cibernética.


Symantec Corporation, a empresa líder mundial em segurança cibernética, permite que organizações, governos e indivíduos protejam seus dados mais importantes, onde quer que eles estejam. Mais de 50 milhões de pessoas e famílias contam com a plataforma abrangente de segurança digital da LifeLock e o Norton da Symantec para ajudar a proteger suas informações pessoais, dispositivos, redes locais e identidades.

Copyright © 2019 Symantec Corporation. Todos os direitos reservados. Symantec, o logotipo da Symantec, o logotipo da marca de verificação, Norton, Norton by Symantec, LifeLock e o logotipo Lockman são marcas comerciais ou registradas da Symantec Corporation ou de suas afiliadas nos Estados Unidos e em outros países. Firefox é uma marca comercial da Mozilla Foundation. Google Chrome e Android são marcas comerciais da Google, LLC. Mac, iPhone e iPad são marcas comerciais da Apple Inc. Microsoft e o logotipo do Windows são marcas comerciais da Microsoft Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. O robô Android foi reproduzido e/ou modificado a partir do trabalho criado e compartilhado pelo Google e é utilizado de acordo com os termos descritos na Creative Commons 3.0 Attribution License. Outros nomes de empresas e nomes de produtos são marcas registradas ou marcas comerciais de cada empresa.